A quarentena dos seus sonhos!

Seguindo as orientações das autoridades governamentais de saúde, permanecemos adotando o isolamento social para nos proteger da pandemia do coronavírus. Uma quarentena que nunca vivemos antes e que, para algumas pessoas, já está acontecendo há semanas. Mesmo para quem que está trabalhando em home office, neste momento conseguimos tempo para fazer o que quisermos dentro de casa – e, com a internet, isso nos abre um leque incrível de possibilidades. Lembra quando você não podia ler determinado livro por falta de tempo? Agora você tem, e o que está fazendo com este tempo?

 Conversando com amigos pelo telefone ou por mensagens, e observando as redes sociais, é fácil notar que a maioria das pessoas que conhecemos está apenas passando o tempo, cozinhando, comendo, vendo filmes e séries sem parar, cuidando da casa ou acompanhando em tempo real todos os números e novidades relacionados à pandemia que estamos enfrentando. Mas será que essas são boas formas de aproveitar um tempo tão precioso que nos foi dado de presente?

 Para ajudar a pensarmos em isolamento social, uma realidade nova para todos nós, buscamos informações com a pesquisadora Paula Barros-Delben, do Laboratório Fator Humano, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Ela é especialista em comportamento seguro em situações de isolamento e confinamento. A cientista alerta que os efeitos psicológicos nessas situações podem ser severos, ocasionando o que se chama em psicologia de “modulação de comportamento”, quando a pessoa não age como costumeiramente costuma agir. O estresse decorrente do confinamento e do isolamento são objetos de estudo de uma recente área da psicologia: a Psicologia Polar, que não estuda apenas os efeitos psicológicos nos polos da Terra (Ártico e Antártica). A área analisa também os efeitos psicológicos em pessoas que se isolam para atividades em cavernas, plataformas de petróleo, submarinos ou mesmo em estações espaciais. Esses locais são chamados de ambientes ICE, que são assim denominados quando possuem, pelo menos, duas dessas três característicasIsolado, Confinado e Extremo.

De acordo com essa lógica, as residências de milhões de brasileiros podem ser consideradas ambientes ICE, uma vez que muitas pessoas estão isoladas e confinadas, ainda que em seu ambiente familiar. É por isso que, acreditam os especialistas, os efeitos psicológicos manifestados em cientistas nos polos, no espaço ou em submarinos podem ser desencadeados na população em geral.

Uma boa dica para analisar como este momento está transformando a sua vida é praticar um exercício chamado “A Roda da Vida, um termo específico do processo de Coaching, no qual analisamos a sua vida sob vários aspectos: intelectual, emocional, social, familiar, espiritual, saúde e relacionamento amoroso. Faça uma autoavaliação, conceituando-se com uma nota de 0 a 10 de como está o nível de satisfação em cada uma dessas “vidas” e qual dessas áreas, recebendo um pouco mais de atenção, poderia afetar positivamente as demais.

Algumas orientações imprescindíveis para cuidar das suas emoções e do seu corpo durante este período de quarentena: boa alimentação (coma alimentos saudáveis), hidratação frequente, evite bebidas e comidas estressantes (como álcool, cafeína e frituras em geral), tente manter uma rotina de alimentar-se em horários pré-determinados, arrume-se diariamente para buscar elevar sua autoestima, tente dormir sempre no mesmo horário, desligue os aparelhos eletrônicos uma hora antes de dormir, crie rotinas nas quais esteja previsto um tempo diário para o lazer, pratique exercícios físicos, leia livros, ouça música (que tal até dançar durante a música?), tire um tempo para cuidar do seu lado espiritual, aprenda a meditar (há ótimos vídeos sobre isso no YouTube), não fique muito tempo acompanhando o noticiário sobre o avanço do coronavírus (isso é importante para te manter numa vibração mais elevada), aprenda uma nova habilidade, cuide dos seus pensamentos (evite imaginar situações alarmistas) e organize sua casa (seu mundo interno é reflexo do externo). Além disso, diga não à solidão, mesmo para quem mora sozinho. Com a tecnologia atual é possível estar permanentemente conectado com amigos e familiares. E mais: sem arriscar a sua saúde, procure ajudar as pessoas, seja ouvindo quem está desequilibrado, seja fazendo compras para um vizinho que pertence ao grupo de risco, mas procure ser útil à comunidade – isso lhe trará uma grande sensação de bem-estar.

E quanto à sua vida profissional? Aproveite este momento que o mundo praticamente parou para se atualizar ou se aprimorar na sua área ou até aprender algo novo, quem sabe até uma nova profissão. Existem diversas instituições de ensino de prestígio que, devido à quarentena, disponibilizaram gratuitamente dezenas de cursos profissionalizantes em seus sites.

A Fundação Getulio Vargas (https://portal.fgv.br), por exemplo, foi uma das primeiras instituições a se manifestar e se posicionar diante da crise provocada pela epidemia do coronavírus. Em março, a FGV liberou 55 cursos totalmente gratuitos em sua plataforma de ensino online. A FGV foi a primeira instituição brasileira a ser membro do OEC (Open Education Consortium), um consórcio de instituições de ensino de diversos países que oferecem conteúdos e materiais didáticos sem custo, pela internet. A Universidade de Harvard, uma das mais importantes dos Estados Unidos, possui diversos cursos online e grátis. Basta acessar o endereço www.edx.org/school/harvardx, se registrar, criar uma conta e você já poderá explorar os cursos disponíveis. Há opções como programação, empreendedorismo, criação de jogos digitais, desenvolvimento de websites e produção de textos. É possível encontrar conteúdos em vários idiomas, inclusive em português.

Você pode aprender coisas novas e trabalhos novos sem gastar nada e no conforto e segurança da sua casa. Não perca essa oportunidade. Quando a quarentena passar, viveremos uma crise econômica séria – e isso tornará a concorrência no mercado de trabalho ainda mais disputada do que já estava.

E, por último, um alerta: após este período de isolamento social, se você sair a mesma pessoa que iniciou a quarentena, saiba que você não aproveitou uma grande chance para torná-la a quarentena dos seus sonhos.



Deixe uma resposta

Open chat
Vamos Conversar?
Olá. Como podemos ajudar?